user_mobilelogo

Fotos Destaque

Festicalulo 2017

 
Em tempos de grande euforia em Calulo e em todo o mundo onde exista um calulense ou amigo da terra, não poderíamos deixar de nos associar à justa homenagem ao Recreativo do Libolo, seus atletas, técnicos, dirigentes, trabalhadores e patrocinadores, pela brilhante conquista do bicampeonato nacional de futebol Girabola 2012 e pelos 70 anos de história recentemente comemorados.

 Homenageamos o clube com a publicação de um projecto desenvolvido no último ano: o estádio virtual de Calulo em 3D. Damos assim a conhecer, em detalhe e para a posteridade, o palco de grandes acontecimentos nas últimas 4 temporadas futebolísticas nas diversas competições nacionais e internacionais, desde o Girabola, Taça de Angola, Taça da CAF, à recente participação na Liga dos Campeões Africanos.

Importa também conhecermos um pouco da história do Estádio de Calulo que é já um dos ícones da Vila.

Todos quantos passaram por Calulo em tempos remotos se lembram dos grandes desafios futebolísticos disputados no antigo campo de futebol, bem junto à fortaleza, hoje denominado Campo 1º de Maio (esse mesmo onde realizam os grandes espectáculos do Festicalulo).

Muitos se recordam também, no início da década de 1970, da estreia do novo campo de futebol, lá para as bandas do Cassequel. Como era norma na época o piso e as bancadas eram em terra batida (vulgo “pelado”), situação que levantou algumas dificuldades nas poucas vezes em que a equipa de então teve de jogar em campos relvados (ficou para a história a célebre derrota com o Benfica de Luanda no estádio dos coqueiros, onde se diz ter sido a relva o grande carrasco da malta do Recrê).

Em 1974 o estádio não estava ainda concluído e assim ficou por mais 30 anos, consequência do período pré-independência e da trágica guerra civil que se seguiu.

Em 2007, quando foi possível retomar o futebol em Calulo decidiu-se usar este espaço e aí construir um estádio - entenda-se “no mesmo local” pois já não havia infra-estruturas, a não ser alguns muros que resistiram aos tempos, incluindo parte da “muralha” que sustenta o enorme aterro feito no local.

As obras de reconstrução iniciaram-se em Setembro/Outubro de 2007, tendo o relvado começado a ser plantado em Dezembro desse mesmo ano. A 17 de Fevereiro de 2008 o Estádio foi inaugurado por Serafim do Prado, então Governador do Kwanza Sul, seguido de um jogo particular com a equipa brasileira do Corinthians FC (resultado de 1-1). O primeiro jogo oficial para o Girabola aconteceu pouco depois, no dia 9 de Março de 2008 (empate 1-1 com o Desportivo da Huíla).

 Desde então os melhoramentos têm sido constantes, fruto do empenho dos seus dirigentes, da crescente profissionalização do clube e dos extraordinários resultados obtidos que catapultaram o Recreativo do Libolo para o topo dos clubes angolanos.

E assim vai o Recreativo do Libolo de vento em popa e com grandes projectos para o futuro em várias modalidades. Se na temporada passada houve situações constrangedoras, aí está agora a verdade “nua e crua”: bicampeão angolano!
 
Visualização do Estádio de Calulo em 3D

Para visualizar este e outros modelos de edifícios de Calulo já disponíveis, na sua mais alta qualidade, deverá instalar em primeiro lugar programas específicos para esse efeito. Disponibilizamos o ficheiro nos seguintes formatos, os quais requerem a instalação prévia dos respectivos programas (gratuitos):

Google Earth
Programa GoogleEarth – descarregar
Ficheiro EstadioCalulo.kmz – descarregar

 

Sketchup Viewer
Programa Sketchup Viewer – descarregar
Ficheiro EstadioCalulo.skp – descarregar
Nota: aconselhamos a leitura prévia deste documento (clique aqui para abrir)