user_mobilelogo
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Realiza-se no próximo sábado, dia 14 de Julho, uma cerimónia de apresentação dos livros “O Português na África Atlântica – Angola, Cabo Verde, Guiné Bissau, São Tomé e Príncipe”, organizado por Márcia Santos Duarte de Oliveira e Gabriel Antunes de Araújo, e “Amor sem Pudor”, de Luciano Kanyanga. O evento decorrerá no anfiteatro do Instituto Superior Politécnico do Libolo, em Calulo, a partir das 10 horas (ver aqui o programa detalhado).

Para além dos 11 pesquisadores do Projeto Libolo que se encontram actualmente em Calulo, estarão também presentes autoridades do Governo da Província do Cuanza-Sul, do Município do Libolo, bem como do poder tradicional.

A apresentação da obra “O Português na África Atlântica – Angola, Cabo Verde, Guiné Bissau, São Tomé e Príncipe” será feita pela Profa. Dra. Márcia Santos Duarte de Oliveira (Universidade de São Paulo, Brasil) e pelo Prof. Dr. Carlos Filipe Guimarães Figueiredo (Universidade de Macau, China), ambos Coordenadores do “Projeto Libolo”, juntamente com o Prof. Dr. Eduardo Ferreira dos Santos (Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira, Brasil) e o Prof. José Albino José (Escola do II Ciclo do Ensino Secundário do Libolo – PUNIV, Angola), também membros pesquisadores do “Projeto Libolo”.

Todos os apresentadores desta obra assinam e/ou co-assinam artigos científicos incluídos neste livro, o primeiro a dar à estampa um trabalho exaustivo sobre diferentes variedades de Português faladas na África Atlântica. Com efeito, o Português de Portugal e do Brasil contam já com milhares de estudos de caráter linguístico, graças à energia e interesse dos recursos humanos disponíveis em ambos os lados do Atlântico, aos pesquisadores estrangeiros e aos múltiplos intercâmbios nos últimos 40 anos, tanto entre o Brasil e Portugal, como entre cientistas desses países e de todo o mundo. Porém, o mesmo não pode ainda ser dito sobre a África lusófona. Assim, o objectivo deste livro é apresentar algumas das evidências que sugerem a especiação do Português de Angola, Cabo Verde, Guiné Bissau e São Tomé e Príncipe, influenciados não somente pelo contacto linguístico com as línguas nacionais locais mas também pelo comportamento dos seu falantes em direção ao novo.

Quanto à obra “Amor sem Pudor”, será apresentada pelo autor da mesma, o Dr. Luciano António Canhanga (Ministério dos Recursos Minerais e Petróleos Angola), também natural do Município do Libolo e que assina este trabalho com o seu nome literário de Soberano Kanyanga. Autor de vasta obra literária já publicada que vai desde os contos infanto-juvenis ao romance e cruzando a poesia, o Dr. Luciano Canhanga estudou jornalismo no Instituto Médio de Economia de Luanda (IMEL), licenciou-se em Comunicação Social pela Universidade Privada de Angola (UPRA) e frequenta o mestrado em Ciências Empresarias na Universidade Fernando Pessoa, em Portugal. “Amor sem Pudor” comporta 38 poemas que viajam sobre questões ligadas à sexualidade e à sociedade e revelam o pensamento do autor sobre as relações entre o ilusório e a realidade, com especial incidência em temas ligados ao prazer no imaginário. Os poemas cantam ainda, sob o signo do erotismo literário, a beleza feminina e seus impactos contraditórios na masculinidade, enredando-a na complexa teia de sentimentos que torna difusa a distinção entre paixão instantânea e amor.

O Projeto Libolo é um projecto internacional e multidisciplinar, centrado em quatro áreas de estudos das humanidades: linguística, história, antropologia e filologia. A partir de uma área sócio-histórica estratégica angolana, – o Município do Libolo, Cuanza-Sul, Angola –, pesquisam-se as cadeias de conexões entre esta região e outros países de língua oficial portuguesa bem como países da área caribenha. O cotejo empreendido entre essas áreas leva em conta o fluxo de escravizados do Libolo transplantados para fora de Angola entre os séculos XVI e XIX. O Prof. Dr. Carlos Filipe Guimarães Figueiredo e o Prof. José Albino José são naturais do Município do Libolo.

FOTOS DIVERSAS

PATROCINADORES DO PROJETO

LANÇAMENTO DO SITE "SLB Libolo Heritage"